RECANTO DA PROSA

Cantinho dedicado à leitura e à troca de ideias entre os amantes da literatura. Sinta-se em casa!

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER

O peso do pássaro morto



Tudo bem, vamos lá. Vamos falar um pouquinho desse livro. O que dizer de "O peso do pássaro morto" que já não tenha sido dito? Que o livro é doloroso? É demais. Que a estrutura de prosa poética adotada por Aline Bei é absolutamente livre? Com certeza. (Minha revisora interior desmaiou na primeira página e achei melhor não acordá-la). Que a maturidade da autora em seu romance de estreia é surpreendente? Sem dúvidas. Não à toa, Aline Bei ganhou o Prêmio São Paulo, na categoria de Melhor Autor Estreante.


Então... o que dizer?


– o que é morrer?

ela estava fritando bife pro almoço.

– o bife

é morrer, porque morrer é não poder mais escolher o que

        farão com a sua carne.

quando estamos vivos, muitas vezes também não escolhemos.

mas tentamos.

[p. 21]


Poderia contar que tive de ler em doses homeopáticas para não perder a cabeça. Que precisei fechar o livro em mais de um momento para tomar um ar e gastar uns lencinhos. Que a experiência de leitura mexe em coisas que a gente prefere deixar escondidas debaixo do tapete. Que é preciso estômago pra chegar à última página. Que o livro te faz querer entrar ali e abraçar aquela pe