RECANTO DA PROSA

Cantinho dedicado à leitura e à troca de ideias entre os amantes da literatura. Sinta-se em casa!

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER

O que aprendi com o BEDA?



Para quem não sabe, hoje é o dia do blog. Eu mesma não sabia disso até este ano, e precisei fazer um esforço para entender o motivo da data (alguém muito mais criativo que eu achou que os números 3108 - 31 de agosto - se pareciam com a palavra BLOG).


Por isso hoje quero falar um pouco sobre o Recanto da Prosa, e mais especificamente sobre o BEDA, o desafio que me propus a fazer pela primeira vez neste ano, cuja proposta é a de fazer um post por dia (Blog Every Day August). Consegui? Não. Mas quer saber? Não estou chateada. E de quebra ainda aprendi algumas coisas interessantes, que gostaria de compartilhar com vocês.


A primeira delas - e acho que essa deve ser uma constatação comum de quem topa entrar nesse desafio - é que se quisermos ao menos tentar fazer um post por dia, não dá pra ser perfeccionista. No outro dia escrevi um longo texto sobre isso, chamado Produtividade x Perfeccionismo, e o resumo da ópera é o seguinte: "o feito é melhor que o perfeito não feito".¹


Aprendizado número dois: planejamento é essencial. Sim, é verdade que não consegui postar todos os dias, mas não foi por falta de ideias. Vejo muita gente entrando no BEDA sem se planejar e depois surtando diante da tela em branco porque acordou "sem inspiração pra nada" - coisa que não me causou ansiedade em momento algum. Aliás, estendo esse aprendizado a todos os escritores e escritoras por aí que estão cogitando a ideia de escrever um romance: tenha um plano antes de começar.


Meu terceiro aprendizado é talvez o mais amplo e significativo - e preciso dar um jeito de tatuá-lo em algum lugar: desistir às vezes é a melhor escolha. E sabe por quê? Porque desistindo de alguma coisa, inevitavelmente você estará abrindo espaço na sua vida para fazer outra - que pode acabar sendo ainda mais interessante. Temos uma tendência a associar o ato de desistir ao fracasso, mas mudando um pouco de perspectiva, podemos enxergar a desistência como uma abertura para as novidades.


No meu caso, boa parte do motivo pelo qual não consegui fazer posts diários, foi porque decidi escrever um projeto para tentar fazer um mestrado no ano quem vem. O negócio é saber reconhecer o que é mais importante ou urgente no momento e ter flexibilidade. Postar no blog todos os dias teria sido legal? Com certeza. Mas o dia só tem 24 horas, então precisamos escolher o que fazer com elas. É como dizem por aí: tempo é questão de prioridade.


Por fim, vale lembrar do que uma amiga me disse logo na primeira semana: o BEDA é pra ser divertido. E foi, viu? Nunca antes eu havia conseguido escrever 14 posts em um mês - e a sensação foi muito gratificante. Tive leitoras e leitores muito generosos, recebi mensagens super legais, me empolguei para aumentar a frequência de posts do Recanto da Prosa daqui em diante e, modéstia à parte, fiquei bem orgulhosa dos meus textos. Normalmente sou uma pessoa melodramática e um pouco obcecada com a urgência de encher a metade vazia do copo, mas hoje não. Hoje estou bem satisfeita com a metade cheia e quero curtir essa sensação :)


Feliz dia do blog a todas e todos os blogueiros e leitores dessa internet!


_____


¹ A frase não é minha. Quem chegou a essa conclusão maravilhosa foi a Thais Godinho, do blog Vida Organizada, que aliás recomendo acompanhar.

35 visualizações0 comentário

POSTS RECENTES

INSTAGRAM

ENTRE EM CONTATO

Book Shelf

Deu vontade de prosear? Então deixe aqui a sua mensagem ou escreva para o nosso endereço de e-mail. Retornaremos em breve!

  • instagram
  • facebook

Obrigado pelo envio!